Função Personalização e aplicação com licenças Windows OEM

Solução para manter licenças Windows OEM originais intactas, mas com gerenciamento centralizado dos sistemas.

Método exclusivo de backup de chaves Windows OEM que funciona efetivamente, pois sua restauração é controlada pelo driver de disco virtual de forma independente do sistema operacional.

O que é:

A função Personalização no sistema Phantosys é uma ferramenta utilizada para definir um conjunto de arquivos ou pastas, dentro do disco virtual carregado por cada computador, que terá conteúdo único em cada estação, protegido contra eventual sobrescrita e eliminação de dados, que acontece quando um disco virtual tem seu respectivo modelo atualizado ou então quando é necessário restaurar o referido disco para seu estado original (auto-recuperação).

Por que usar:

Essa funcionalidade é útil para permitir exceções na padronização dos discos virtuais, dentro do conceito de NÓS que Phantosys utiliza.

No sistema Phantosys, um NÓ (node) é um ponto específico dentro da estrutura de discos virtuais armazenada no repositório do servidor Phantosys, que representa uma imagem de disco virtual que pode ser compartilhada (associada a vários computadores), restaurada (recuperando o estado dos discos virtuais em cada computador ao exato estado em que essa imagem foi salva no servidor), e o mais importante, pode ser constantemente modificada, para criar novos NÓS DE GRUPO (group nodes) subsequentes, que podem incluir atualizações, instalação de novos softwares ou alterações das configurações do sistema, o que permite estabelecer padrões para todos os computadores da rede.

Sabendo então que o disco virtual de sistema utilizado em cada estação, que é criado e atualizado através do carregamento dos NÓS armazenados no servidor, serão modificados e sobrescritos com uma nova versão, frequentemente (ou eventualmente), como podemos permitir que cada computador mantenha arquivos individuais intactos após tal modificação do disco virtual de sistema?

Para arquivos de uso normal, armazenados pelo usuário, isso é facilmente customizado utilizando configurações do próprio sistema operacional. Uma forma é alterar o local das pastas de usuário, como descrito nesse artigo, para que ao invés de gravar arquivos de usuário no caminho do disco virtual de sistema (normalmente representado pela unidade “C:”), sejam gravados numa unidade separada. Com relação ao destino para o qual esses locais podem ser direcionados, podemos utilizar uma partição local do HD, externa ao sistema de discos virtuais providos pelo Phantosys, ou então, direcionar para um disco virtual Phantosys configurado como disco de dados (consultar manual e tutoriais).

No entanto, em determinadas situações, não é viável configurar um local separado para salvamento de arquivos individuais, pois precisam obrigatoriamente permanecer no seu caminho (path) pré-definido, como por exemplo quando se tratar de arquivos de sistema ou de software aplicativos específicos. Nesses casos, podemos utilizar a função “Personalização” disponibilizada pela solução Phantosys.

O exemplo que trazemos aqui é utilizar essa funcionalidade para salvar dados (chaves) de ativação de licença de Windows OEM ou de outros softwares que exigem identificação de cada computador, ou pastas utilizadas por aplicativos que precisem permanecer intactas mesmo no caso de atualização do disco de sistema ou recuperação do mesmo.

Exemplo de Aplicação – preservar ativação individual do Windows

Um dos problemas ao gerenciar uma rede de computadores com licença de Windows atrelada a cada computador (licenças OEM) é que as licenças precisam ser ativadas utilizando código individual de cada estação, que pode estar impresso em etiqueta ou então pré-gravado na firmware (UEFI) no caso dos computadores mais novos. Em qualquer um dos casos, a ativação é perdida em caso de reinstalação de sistema, necessidade de troca de disco rígido, ou mesmo com clonagem de HD que sobrescreve o disco eliminando as chaves da ativação original daquele PC. Nesses casos, normalmente é necessário intervenção individual para reativação, e que pode esbarrar inclusive em limitação pelo número de vezes que cada estação tem seu Windows reativado via Internet.

Para prevenir esse problema, a função de personalização Phantosys é muito útil.

Através dela, é definido um local de origem (pasta) o qual terá seu conteúdo instantaneamente copiado para outro local (fora da partição de sistema) e recuperado para o local de origem quando necessário.

Contudo, tal cópia é realizada a nível de driver de disco virtual, não utiliza serviço de cópia do sistema operacional, por isso é uma forma de backup e restauração de chaves de licenciamento Windows que funciona efetivamente, pois a restauração do conteúdo das chaves de ativação é feita de forma independente do SO e sua restauração, quando necessária, acontece automaticamente.

personalizacao-5a

Consulte a documentação para verificar como configurar esta funcionalidade.

 

Deixe uma resposta